terça-feira, agosto 10, 2004

Michel... tu vais tomber!


Recordo-me que há uns bons anos havia na minha terriola uma série de rebentos, filhos de emigrantes, que iam chegando nos meses de verão, e que invariavelmente se chamavam "Michel".
Pois, que isso de ser Miguel era coisa de saloios!! Tinha que ser Michel, como "lá na França". Michel é que era fino!
E depois havia os hiper-parvos que insistiam em chamar "Maiquel" aos seus michéis.
Felizmente apareceu um cantante apaneleirado (muito apaneleirado mesmo) que dava pelo nome de George "Maiquel" e os papás ganharam vergonha voltando à velha piroseira do Michel. Enfim...
Foi nessa altura que apareceu uma rábula que, falsa ou verdadeira, era repetida vezes sem conta, só para os gozar, quando os michéis ou os seus papás estavam presentes nos cafés da aldeia.

Reza a história que um casal de emigrantes estava na praia com o seu Michel, e o endiabrado luso-descendente teimava em correr que nem um doido como se nunca tivesse visto areia em toda a sua vida (e se calhar não tinha mesmo!).
Vai daí, a mamã, muito armada em francesinha-das-beiras, repetia gritinhos histéricos para pôr ordem no chaval: "Michel, tu vais tomber!... Michel attencion, tu vais tomber!". Mas o puto endiabrado não parava nem por nada, até que acabou mesmo por cair e bater com a tromba no chão. É nessa altura que a mamã se esquece do sotaque e lhe berra em bom português: "Eu na te estava a dizer que ias cair, seu filho da puta!?!?!?!..."


Até já, vizinhos.
Vou pra dentro.

Reacções:

0 comentários: